Compositor/Violonista – Composer/Classical Guitarist

Últimas

4 DICAS SOBRE COMO ESTUDAR VIOLÃO NO DIA A DIA: Dica 1 – Atenção

 

 Uma das perguntas mais frequentes de quem começa a estudar um instrumento é: “quantas horas devo praticar por dia?”. De fato, para obter resultados mais avançados um certo número de horas diárias é importantíssimo. Todavia, mais do que quantidade, a qualidade deve ser o aspecto mais observado por quem deseja progredir no aprendizado do violão ou de qualquer outro instrumento.

Para aqueles que têm pouco tempo, um estudo racionalizado e focado, pouco importando o nível em que se está (se iniciante, intermediário, avançado ou profissional), é uma das chaves para o domínio tanto técnico quanto musical.

Abaixo publicarei a 1a dica bem curta e direta sobre o estudo do violão (mas vale para muitas outras coisas) no cotidiano.

1–Atenção:

126286-125159

Parece bobagem, mas como a prática diária é comumente baseada na repetição de trechos, escalas, gestos, etc., é normal, quando assim procedemos, entrarmos em uma espécie de “transe” e repetir mecanicamente aquela passagem que consideramos mais difícil, achando que assim iremos superá-la. Um dos efeitos colaterais desse processo é estudarmos o “erro”, repetindo-o, sem perceber, dezenas de vezes aquele padrão errôneo. Nosso cérebro não faz distinção automática entre erro e acerto. Se sua atenção não estiver no comando, ele aprenderá tudo, incluindo aquilo que você não gostaria de aprender.

Independente da quantidade de horas que você disponha por dia e/ou ao longo da semana, um estudo com qualidade pode permitir progressos mais significativos do que horas a fio sem a devida atenção.

Anúncios

V Simpósio Internacional de Música na Amazônia (V SIMA) e o Açaí salgado

Prezada(o)s,

Estive semana passada na belíssima cidade de Belém, no gigantesco estado do Pará. Foram pouco menos de 72 horas, mas deu pra perceber que se trata de um outro “mundo” a descobrir, dentro do próprio Brasil. Se as coisas tivessem tomado um caminho histórico um pouco diferente, Belém seria o centro pulsante de um outro estado nacional, ensejado no antigo Estado do Grão-Pará, em oposição ao estado do Brasil, ambos do período colonial. Um mero passeio de 4 horas é muito pouco pra tanta história que esta região tem pra contar. Posso dizer que nem vi/ouvi/senti Belém, muito menos o Pará. Só a Ilha de Marajó tem a dimensão maior do que o estado de Sergipe e levaria, segundo alguns locais, quase 4 horas de barco até o ponto mais próximo de Belém.

Jpeg

Rio Guamá – Belém – 10.11.2016

 

V Simpósio Internacional de Música na Amazônia (V SIMA), um evento intinerante, dentro dos marcos geográficos da Amazônia Legal, aconteceu nesta edição em Belém. Lá, fui apresentar um artigo chamado “FORMA NA POÉTICA DE DOIS COMPOSITORES ELETROACÚSTICOS BRASILEIROS” em que tento discutir a forma na obra eletroacústica de dois compositores brasileiros: Flo Menezes e Rodolfo Caesar.

Embora a discussão seja, técnica e não resvale para outras dimensões, trata-se de dois titãs dessa área da música, tão prolíficos, criativos, quanto antitéticos. Eis o resumo do artigo:

“O trabalho pretende, brevemente, discutir aspectos formais da obra de Rodolfo Caesar e Flo Menezes à luz da discussão sobre o problema da estruturação formal na gênese da música eletroacústica, ao lado do olhar dos próprios compositores sobre como lidam com a questão da forma em suas poéticas composicionais.”

Abaixo um trechinho da minha fala que extrapolou todos os tempos regulamentares, mas pra minha sorte, foi beneficiada com a falta de alguns comunicantes. No trecho introduzo a problemática da forma para certo tipo de música do pós II Guerra.

 

Para finalizar, gostaria de acrescentar que somos definitivamente enganados em se tratando de açaí. O açaí que comemos no sudeste é um doce, absolutamente oposto ao açaí dos paraenses ( e suponho de toda região amazônica). Além de ser quase salgado, é comido como parte da refeição, o equivalente a um prato de feijão ou arroz, com direito à farinha ou à tapioca. Fui resistente e não coloquei o açúcar do saquinho.

Jpeg

Açaí (com farinha!!!) e peixe frito – Mercado Ver o Peso – Belém – 10.11.2016

 

Alguém tem denunciar essa fraude gostosa de que somos vítimas fora da Amazônia legal :-p

:-p

Videoclipe: Por que sou forte (Jorge L Santos) – Cd Quebra o coco – Andreia Lira

[English Below] Prezados,

 Apresento-lhes o videoclipe “Por que sou forte”, música minha, Jorge L. Santos,  com texto da poetisa do século XIX Narcisa Amália, considerada a primeira jornalista do Brasil.
A música é parte do  Cd Quebra o Coco  da cantora Andreia Lira.
O vídeo busca metaforicamente contar a história da Narcisa, uma ~feminista~ avant la lettre, por meio de 3 mulheres em diferentes fases da vida ao mesmo tempo que homenageia mulheres brasileiras ou não quesempre se mostram “forte para a luta”
Ficaríamos imensamente feliz se você pudesse tomar um pouquinho do seu tempo para assistir esse trabalho. 

Dear friends,

I come here, with great joy,  to share with you all the video clip  “Por que sou forte” (Why I am strong), music by myself, Jorge L. Santos, and text by the Brazilian 19th Century poetess Narcisa Amália, considered as the 1st female journalist in Brazil.
The song is part of  Cd Quebra o Coco just released by the Brazilian singer Andreia Lira.
The video aims to tell, metaphorically,  the story  of Narcisa, a ~feminist~ avant la lettre, throughout images of 3 women in different phases of their lives as well as pay tribute to women in history who were also “strong for the struggle”
We would be very happy if you take a bit of your time to watch.

Video: Haptico I (Quinteto de Metais) no XIII ENCUN 2015

Prezados amigos e visitantes,

Abaixo, o vídeo da minha peça “Haptico I” para Quinteto de Metais apresentada no dia 30.11.2015 no 13˚ ENCUN (Encontro Nacional de Compositores Universitários) em Campinas-SP, do qual o Projeto BC participou em parceria com o Quinteto de Metais Vibrassom, de São Paulo.

A peça é uma adaptação do 1˚ movimento do Ciclo Hapticos escrito originalmente para Quinteto de Sopros. A versão original de Haptico I, infelizmente, ainda não foi estreada. Ver versão Haptico II e III aqui

Agradeço aqueles que assistirem/ouvirem/compartilharem.

Entrevista: Podcast Audições Brasileiras Portal Café Colombo

Prezados,

Desde o dia 11.11.2015 está no ar no site do Portal Café Colombo a entrevista que dei para o podcast Audições Brasileiras do jornalista Carlos Eduardo Amaral. Na entrevista, além de falar brevemente dos meus projetos passados e presentes, discuto com ele questões como o ruído na música, a flexibilização do modelo de apresentação da música de clássica, as “igrejas” e “cleros” existentes no diminuto mundo da música contemporânea clássica brasileira entre outra amenidades.

 

Clipping Podcast Colombo Screenshot 2015-11-12 13.35.45

Página de entrada do Portal Café Colombo

 

Logo após minha participação, vem uma breve mas bem animada conversa do jornalista com a cantora Andreia Lira, falando sobre o seu CD Quebra o coco, para o qual escrevi a canção “Por que sou forte” e também contribuí na direção musical.

Para ouvir basta acessar o site no link abaixo.  É possível baixar para ouvir em outro momento também.

http://www.cafecolombo.com.br/programas/audicoes-brasileiras-6-entrevista-jorge-santos/

Foto Carlos Eduardo Andreia e eu Recife 2015

Carlos Eduardo Amaral, Andreia Lira e Eu – Set 2015 – Recife

 

Agradeço desde já aqueles que tomarem um pouco do seu tempo para ouvir, comentar ou compartilhar

Forte abraço

 

Congresso SBCM 2015 – Poster

Essa semana, de 23 a 25 de novembro, estarei participando do XV Congresso da Sociedade Brasileira Computação Musical que ocorrerá na UNICAMP, em Campinas. Tive um poster aprovado, junto com o pesquisador do NICS-UNICAMP, José Fornari, sobre minha primeira experiência composicional com Live Electronics, por meio de softwares livres, associada a um estudo exploratório do gesto musical. Abaixo a imagem do poster na sessão do evento.  O artigo, também, em inglês, em breve estará diponível.

foto poster sbc 2015

Foto: Participação no Show de Lançamento CD Quebra o Coco em Juiz de Fora – 08.10

Prezados,

Abaixo foto da minha participação musical no lindo show de lançamento  do CD “Quebra o coco” da cantora Andreia Lira na cidade de Juiz de Fora/MG. Também participei fazendo pequenos comentários sobre o repertório durante a apresentação visto que ajudei na direção musical do CD.

Para aqueles que desejam adquirir o CD, no formato físico, basta entrar em contato pelo site, no formato digital em todas as plataformas, basta clicar aqui: https://goo.gl/9OWpB7

lancamento andreia jf #03 jf

1˚ Concerto de Lançamento do Cd Quebra o Coco de Andreia Lira e o que Eu Tenho Com Isso.

Prezados (english below)

Esta semana, no dia 08.10.2015, estarei participando do concerto de lançamento do Cd Quebra o coco da cantora carioca radicada em Juiz de Fora, Andreia Lira. Ainda que modesta, minha participação se deu de três formas:

1) Direção Musical: título talvez pareça mais do que é, mas basicamente foi ser um “ouvido externo” ao já consistente trabalho dela, Andreia Lira, com o pianista Marcos Lopes e com a percussionista Flávia Lima.

2) Composição: Escrevi uma canção especialmente para o Cd , intitulada “Por que sou forte“. O texto é da poetisa brasileira da segunda metade do século XIX, Narcisa Amália cuja a pouca fama mesmo no mundo “letrado” só se explica pelo machismo estrutural em cada recanto deste país.

3) violonista: essa é a mais diminuta das participações. O Cd é inteiro de voz e piano, com algumas faixas incluindo percussão. A exceção está exatamente na minha peça feita para violão e voz a pedido da própria cantora.

Fica meu agradecimento à Andreia Lira pela confiança e os parabéns pelo ótimo resultado do Cd que estará disponível para venda diretamente com ela, em algunas lojas físicas em Juiz de Fora, Belo Horizonte e Rio de Janeiro e no Itunes, Amazon, Spotify etc. (Também terei alguns exemplares disponíveis)

Dear friends,

This week, on Oct 8th 2015, I will be part in the release concert of the Cd Quebra o coco by the brazilian singer Andreia Lira. Althought very smal, my participation was basically in three spheres:

  1. Musical Direction: It may sound pretentious but my role there was to be a sort of “external ear” to the already consistent work of Andreia and pianist Marco Lopes and also the percussionist Flávia Lima.
  2. Composition: I wrote a song specially for the Cd named “Por que sou forte” (Why am I strong) after the poem by a nineteenth century poet, Narcisa Amália, a pioneer as female poet and journalist.
  3. Guitarist: a minor role since the cd is entirely for voice and piano, with some track with percussion, being my song the exception.

I wish to thanks to Andreia for the invitation and confidence as well as greeting her for the great musical result the album reached. The album is already available in its physical format in some stores in Juiz de Fora, Rio de Janeiro and Belo Horizonte and also is available on Itunes, Amazon and other virtual stores.

flyer lançamento Quebra o coco

Serviço
1˚ Show de Lançamento – Cd Quebra o Coco – Andreia Lira
Data: 08/10/2015 – 20h
Local: Sociedade Filarmônica de Juiz de Fora
R. Oscár Vidal, 134 – Centro, Juiz de Fora – MG Fone: (32) 3218-1020
Entrada: R$1
Músicos: Andreia Lira, voz, Marcos Lopes, piano, Flávia Lima, percussão
Part. Especial: Jorge L. Santos, violão

Teaser do CD: https://youtu.be/qLa6YjxQ2rU

Repertório do CD

1- Quebra o Coco (Camargo Guarnieri) 2- Vamos dar a despedida (Camargo Guarnieri) 3- Não se impressione (Chiquinha Gonzaga) 4- Lua Branca (Chiquinha Gonzaga) 5- Coração Triste (Alberto Nepomuceno) 6- Trovas (Alberto Nepomuceno) 7- Taieras (Luciano Gallet) 8- Cantiga da Mutuca (Camargo Guarnieri) 9) Por que sou forte (Jorge L. Santos) 10)Uirapuru (Waldemar Henrique) 11- O Canto de Iracema (Leandro Renò) 12- Melodia Sentimental (Heitor Villa-Lobos) 13- Canção do Mar (Lorenzo Fernandez) 14-Dona Janaína (Francisco Mignone)

%d blogueiros gostam disto: